6 curiosidades inacreditáveis sobre fraudes online

6 curiosidades inacreditáveis sobre fraudes online

As fraudes online trazem dores de cabeças aos lojistas, mas não é por isso que podem ser curiosas. Por exemplo: você sabia que o primeiro produto anunciado no eBay, em 1995, um dos maiores marketplaces do mundo, foi um produto defeituoso? Era uma caneta quebrada vendida por 15 dólares, mas quem comprou nem se importou, afinal, era o primeiro produto vendido online.

No post de hoje, separamos 6 curiosidades sobre fraudes online que você nem imagina! Continue acompanhando!

1. Fraudes online superam as fraudes com cheques

Em 2006, pela primeira vez na história, as compras fraudulentas realizadas no ambiente virtual superaram as fraudes realizadas com cheques. Pode até ter demorado, mas a verdade é que certamente isso aconteceria, uma vez que os pagamentos online só crescem, enquanto cada vez menos pessoas utilizam o talão de cheques.

2. Se você apaga e-mails fraudulentos, eles param de chegar

São comuns as fraudes que começam com o roubo de dados. Um dos caminhos são os falsos e- mails de instituições financeiras. Que elas são comuns todo mundo sabe, talvez você tenha recebido uma dessas falsas mensagens hoje mesmo, falando que você precisa atualizar seus dados ou um programa.

Os bancos nunca fazem atualizações de dados enviando e-mails para seus clientes, mas isso parece não chegar aos ouvidos de quem cai nesse golpe. Por outro lado, quem identifica e exclui esses e-mails vai parar de recebê-los. Isso porque o provedor entende que esse tipo de e-mail não é do seu interesse e eles vão diretamente para a caixa de spam.

3. Nem sempre são os “bandidos” que fraudam

Geralmente, as fraudes ocorrem com o roubo de dados e do cartão de crédito, mas também existe uma modalidade chamada autofraude, em que o titular do cartão efetua a compra e depois informa à prestadora que houve uma compra indevida.

Além dessa, existe a “fraude amiga”, quando um conhecido do titular utiliza os dados, e este (sem saber da compra) solicita o estorno. Em ambos os casos, quem fica com o prejuízo é o lojista.

4. Também existem fraudes do coração

Romance scammer é aquele que as pessoas criam perfis fake nas redes sociais para seduzir e pedir quantias de dinheiro das vítimas. Muitas pessoas que caíram no conto dos scammers acumulam não só decepções amorosas, como também financeiras. Existem até os “caça-scammers”, que procuram essas pessoas mal intencionadas.

5. As regiões Norte e Nordeste são as que mais registram fraudes online

As regiões Norte e Nordeste têm o maior percentual de fraudes online do país. Durante o primeiro trimestre de 2016, no estado do Ceará, que está na frente, 13,52% das compras foram fraudulentas, seguido do Tocantins (13,42%) e do Pará (7,78%).

Com tudo isso, podemos ver como é importante procurar meios de reduzir fraudes online em e-commerces, de modo que os clientes se sintam cada vez mais seguros para realizar suas compras, aumentando, assim, as possibilidades de venda.

E então, gostou do nosso post? Então continue com a gente e confira outras ações que devem ser realizadas com o intuito de aumentar as vendas nas lojas virtuais!