Black Friday: por que seu e-commerce não pode deixar de participar

Black Friday: por que seu e-commerce não pode deixar de participar

Desde sua origem, a Black Friday vem ocupando uma fatia cada vez maior do faturamento anual de pequenos, médios e grandes varejistas. Atualmente, a data é um fenômeno mundial e já estabeleceu-se como uma das ocasiões mais importantes para diversos setores do mercado.

 

black friday

Mas por que isso acontece? Como surgiu a Black Friday? E por que sua empresa não pode deixar de fazer parte dela? No post de hoje, respondemos a essas e outras questões sobre o assunto para você entender exatamente a importância da ocasião. Continue acompanhando!

O nascimento e a ascensão da Black Friday

A Black Friday originou-se nos Estados Unidos como um dia de promoções na sexta-feira logo após o feriado de Thanksgiving (Ação de Graças), comemorada sempre na quarta quinta-feira do mês de novembro. A data, portanto, inicia as compras de Natal.

Não se sabe ao certo quando o nome “Black Friday” surgiu ou como se espalhou, mas uma teoria popular é que as promoções desse dia marcariam a virada das finanças das lojas, que finalmente deixariam de estar “in the red” (no prejuízo) para ficar “in the black” (lucrando).

O fato é que a ocasião tornou-se um sucesso estrondoso entre os norte-americanos e, diante disso, espalhou-se para países como Brasil, Canadá, Austrália, Portugal, Paraguai e Reino Unido.

No Brasil, a primeira edição da Black Friday aconteceu em 28 de novembro de 2010, contando com a participação de 50 lojas de varejo online. Desde então, o evento alcançou índices altíssimos por aqui e, hoje, a venda e procura de produtos na Black Friday estende-se por diversos setores, tanto online quanto offline.

Em 2014, a Black Friday brasileira apresentou um crescimento de 51% em relação ao ano anterior. Enquanto nos Estados Unidos, a data cresceu apenas 26% no mesmo período. Mesmo com faturamento total menor, portanto, as promoções no Brasil demonstraram um crescimento admirável em pouco espaço de tempo.

Essa diferença se dá, entre outros elementos, pelo fato de a Black Friday ainda ser um evento relativamente novo no Brasil, ou seja, muitos consumidores estão dispostos a fazer parte da experiência representada por essa nova data, com suas promoções e descontos oferecidos por tantas lojas e em produtos tão diversos.

Os motivos para o sucesso da Black Friday

Agora que você já conhece o tamanho do sucesso da Black Friday, é hora de entender melhor os motivos que tornaram o evento um fenômeno tão popular e por que ele é tão interessante para as lojas. Vamos lá?

Exposição da marca

Sabe aquelas pessoas que nem têm ideia de que sua empresa existe? Durante a pesquisa de preços que elas farão antes e ao longo a Black Friday, suas promoções imperdíveis têm enormes chances de introduzi-las à sua loja!

Atração de novos clientes

Os benefícios da data, é claro, se estendem muito além dela. A Black Friday pode ser uma grande porta de entrada para novos clientes na sua loja. Dessa forma, reter os clientes captados durante o evento depende apenas das suas estratégias de negócio.

Faturamento

Com as promoções e descontos da Black Friday, resistir à compra torna-se quase impossível, não é mesmo? Um efeito consequente de qualquer data com grande procura de produtos, a Black Friday vai fazer a diferença no seu faturamento.

Em 2015, o faturamento da Black Friday no e-commerce brasileiro foi de R$ 1,5 bilhão, frente a R$ 872 milhões em 2014. Além disso, a data teve 49% de aumento no número de pedidos, totalizando mais de 3,1 milhões de compras.

Queima de mercadorias

A Black Friday é uma excelente oportunidade para desovar aquelas mercadorias paradas no estoque há um tempão. Que tal criar uma promoção atrativa para esses produtos?

As expectativas para a Black Friday 2016

De acordo com uma pesquisa realizada pelo site de comparação de preços Zoom, 99% dos mais de 15 mil entrevistados revelaram-se dispostos a fazer compras durante a Black Friday 2016. No ano passado, a mesma pesquisa mostrou que apenas 39% dos entrevistados consideravam que os descontos do evento eram reais — em 2016, esse número subiu para 51%.

E então, pronto para investir na Black Friday e colher os frutos desse fenômeno? Para continuar crescendo, assine nossa newsletter e seja o primeiro a receber nosso conteúdo!