Desenvolvido por
Categoria: Dicas

Dicas

Como montar um time de análise de risco?

Como montar um time de análise de risco?

Uma das principais dúvidas quando se fala em combate a fraude é quem realizará esse processo?

É necessário ter uma equipe de confiança para fazer esse trabalho e, sem sombra de dúvidas, ela o componente mais importante de todo o processo de análise de risco.

 

time de análise de risco

 

Sempre que abordamos esse assunto com clientes e amigos, logo vem a pergunta: qual perfil que um profissional dessa área deve ter?

Consideramos que essa pessoa deve ter uma mistura de algumas características pessoais com experiências profissionais. Confira abaixo os pontos.

Características pessoais

  • Curiosidade: no contexto de combate à fraude, a curiosidade levará a pessoa a investigar em cada venda a existência de características suspeitas. Por exemplo: em uma determinada venda, o endereço de entrega e o endereço de cobrança são diferentes. Ao notar essa diferença, o profissional tentará entender se esse fato indica algum risco na venda.
  • Comunicação e raciocínio rápido: em muitos casos, para chegar a uma conclusão, é necessário conversar com pessoas de varias áreas da empresa, saber como funciona a venda do produto X do setor A e como funciona a venda do produto Y do setor B. Não ter receio de acessar várias pessoas, conseguir se expressar de forma clara e ligar rapidamente os pontos são características essenciais.
  • Espírito de dono: a pessoa necessita tomar a dor da fraude como sua e buscar ao máximo barrar as vendas fraudulentas.
  • Atitude: inevitavelmente o profissional estará envolvido em situações difíceis. Ter jogo de cintura e atitude para transpor as barreiras que aparecerem é pré-requisito.
  • Mente aberta: o fraudador é o melhor exemplo da “metamorfose ambulante” imortalizada por Raul Seixas. E pelo outro lado, o profissional que combate as fraudes não pode ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Precisa deixar os preconceitos de lado e estar em constante atualização.

 

Experiências profissionais

Diferentemente de algumas características pessoais, as experiências profissionais podem ser adquiridas. A decisão de contratar uma pessoa mais experiente depende do papel que ela desempenhará na equipe e quanto tempo ela terá para se preparar.

  • Conhecimento do negócio: saber como funciona o mercado e seus produtos / serviços ajuda muito a ter uma análise mais rápida e assertiva.
  • Experiência no combate à fraude: conhecer os processos e as etapas do combate à fraude na prática traz clareza e tranquilidade na tomada de decisão.

 

Outros pontos relevantes

Além de escolher profissionais qualificados, outros dois pontos necessários para alcançar o sucesso são:

  • Treinamento e reciclagem: o profissional precisa ter uma série de conhecimentos para poder desempenhar sua função de forma efetiva. Além disso, deve estar sempre atualizado. Seguem alguns itens que devem ser trabalhados.
    • Conhecimento do negócio, da empresa e seus processos, das ferramentas que utilizará no dia-a-dia.
    • Conhecer o submundo das fraudes e técnicas de combate.
  • Metas: o estabelecimento de metas ajuda a equipe a manter o foco no que deve ser feito. Não se esqueça de mesclar objetivos mensuráveis com metas de desenvolvimento profissional.

Este é um assunto muito mais extenso e que rende bastante tempo de conversa… Se você está contratando pessoas ou precisa de mais informações, nos envie um e-mail que teremos o maior prazer em ajudar!

Até a próxima!

 

Cuidado com os emails, podem ser uma fraude!

Cuidado com os emails, podem ser uma fraude!

No Brasil, além das belezas naturais, o carnaval e o futebol temos alguns problemas também. Crise política, crise econômica e fraudes. De acordo com a pesquisa Global Consumer Card Fraud de 2016, somos o 2ª colocado em fraudes através do cartão de crédito no mundo.

O número de fraudes tem aumentado nos ultimos anos, em 2014 éramos o 8ª colocado nessa mesma pesquisa e quase metade dos brasileiros já sofreram esse tipo de fraude. Esses números assustadores se devem a muitos fatores como por exemplo as fraudes realizadas por e-mail.

Pelo e-mail, o fraudador se apresenta como um cliente ou agente de turismo que emite um número alto de passagens. Observando a mensagem com atenção, é possível perceber alguns indícios de fraude.

homme-daffaires-ordinateur-pc.jpg
Vamos imaginar que existe um banco que se chama “Confiável” e que domínio do seu e-mail é “@bancoconfiavel.com.br” e que um fraudador tentará se passar pelo banco enviando um e-mail. Preste atenção nos seguintes pontos:

  1. Remetente: Confirme se o remetente tem o domínio correto do banco. Se o domínio for diferente, como por exemplo, “@bankokonfiavel.com.br” não responda e não clique em nenhum link do  e-mail pois é uma fraude
  2. Assinatura do e-mail: Verifique se as informações da assinatura do e-mail batem com as informações reais como, por exemplo, nome e endereço da empresa.
  3. Conteúdo: Fique atento ao  conteúdo que está no e-mail. Dados de cartão de crédito, a forma de escrita tentando buscar uma formalidade da qual difere do dia a dia dos seus clientes, são alguns dos pontos que são de extrema importância para ficar atento. Outros pontos de atenção são o valor da emissão e embarque imediato. Fraudadores buscarão passagens de alto valor para conseguir mais lucro e  evitar que as ações antifraude.

 

Não esqueça do básico…

Mesmo com as verificações feitas no email, é muito importante que você valide todas as informações que foram passadas. Abaixo, listamos ações que você deve fazer para as vendas se tornarem mais seguras.

  1. Confirmar os dados do cartão de crédito:  Existem diversos serviços na internet que permitem conferir os dados do cartão como o banco emissor, bandeira e data de validade.
  2. Confirmar os dados do passageiro: Valide os dados como CPF na site da Receita Federal. O serviço é gratuito e basta digitar o CPF e a data de nascimento da pessoa.
  3. Validar os dados da empresa: Verifique o site da empresa, páginas de rede social, sites de reclamação, confronte o endereço nesses meios com o enviado no e-mail e tudo isso pode ser feito de forma simples na internet.
  4. Apresentação: Se possível solicite que a pessoa apresente documentos originais e, preferencialmente, pessoalmente. O fraudador evita qualquer contato pessoal onde ele possa ser identificado e por isso tenta fazer pelo e-mail fraude.

Essas verificações reforçam muito a segurança de suas emissões. Ao encontrar uma ou mais divergências, redobre a atenção nessa venda.