Desenvolvido por
Categoria: Passo a passo

Passo a passo: saiba como proceder em caso de chargeback

Passo a passo: saiba como proceder em caso de chargeback

Se você está no mercado de negócios online há algum tempo, certamente já ouviu falar em chargeback, que nada mais é do que um estorno ou cancelamento solicitado pelo cliente junto à operadora de cartão de crédito.

Esse é um mal que assola o mercado de comércio online. Todo lojista passa por isso uma hora ou outra, mas altos índices de chargeback podem ser indicadores de que seu negócio está sendo vítima de fraude, além de gerar prejuízos.

 

passo-a-passo-saiba-como-proceder-em-caso-de-chargeback

 

Quer saber como proceder ao receber uma notificação de estorno? Acompanhe o passo a passo que preparamos para você!

Encontre o pedido

É preciso ter os dados do pedido em mãos, e essa tarefa pode demandar tempo. Ao receber a notificação, você terá acesso apenas a informações de data, valor da transação e o número do cartão incompleto. Se o seu sistema não permite filtrar pelo começo do número do cartão, mãos à obra e revise manualmente as transações.

Entre em contato com o cliente

Por vezes, o chargeback pode ser apenas o resultado de um desacordo comercial devido à falta de entrega, ou apenas o cliente não relacionou o lançamento na fatura à compra realizada. Se for esse o caso, um contato com o cliente já resolve o problema.

Reúna todos os comprovantes

Se não foi possível resolver o problema diretamente com o cliente, reúna todos os documentos e dados do pedido e da entrega para que você possa abrir um processo de contestação junto à operadora de cartão de crédito.

Esse processo é válido quando existe a possibilidade de provar que o cliente está agindo de má fé, por isso é importante ter registros de que o pedido e a entrega ocorreram de forma correta.

Tente encontrar outras fraudes

Pode acontecer de o fraudador utilizar os mesmos dados de cadastro na mesma loja até que seja bloqueado. Para evitar mais prejuízos, verifique se existem pedidos em aberto para os mesmos dados cadastrais. No caso de achar pedidos parecidos, bloqueie-os até que você possa revisá-los.

A taxa de chargeback recomendada pelas operadoras de cartão de crédito é abaixo de 1%, mas nem sempre é possível evitar as ocorrências. Porém, é preciso ficar atento para não extrapolar essa porcentagem e, para minimizar os prejuízos com esse acontecimento, é necessário tomar algumas precauções.

É importante conferir dados pessoais do cliente ― a validação por e-mail ainda é o meio mais utilizado, mas você pode pedir o envio de cópia de documentos e comprovante de endereço. Além disso, muitos lojistas têm optado por utilizar mediadores de pagamentos para reduzir as chances de fraude.

O ideal é alinhar medidas de segurança a um bom sistema de segurança para evitar fraudes em e-commerce. Contratando uma empresa especializada no assunto, profissionais capacitados podem entender seu negócio e suas necessidades, montar um diagnóstico e propor a melhor solução. Assim, seu empreendimento fica protegido contra fraudes e, seus clientes, mais satisfeitos.

Gostou do nosso post? Que tal curtir nossa página do Facebook? Assim, você terá acesso a mais materiais como esse e receberá as novidades em primeira mão!