Como montar um time de análise de risco?

Como montar um time de análise de risco?

Uma das principais dúvidas quando se fala em combate a fraude é quem realizará esse processo?

É necessário ter uma equipe de confiança para fazer esse trabalho e, sem sombra de dúvidas, ela o componente mais importante de todo o processo de análise de risco.

 

time de análise de risco

 

Sempre que abordamos esse assunto com clientes e amigos, logo vem a pergunta: qual perfil que um profissional dessa área deve ter?

Consideramos que essa pessoa deve ter uma mistura de algumas características pessoais com experiências profissionais. Confira abaixo os pontos.

Características pessoais

  • Curiosidade: no contexto de combate à fraude, a curiosidade levará a pessoa a investigar em cada venda a existência de características suspeitas. Por exemplo: em uma determinada venda, o endereço de entrega e o endereço de cobrança são diferentes. Ao notar essa diferença, o profissional tentará entender se esse fato indica algum risco na venda.
  • Comunicação e raciocínio rápido: em muitos casos, para chegar a uma conclusão, é necessário conversar com pessoas de varias áreas da empresa, saber como funciona a venda do produto X do setor A e como funciona a venda do produto Y do setor B. Não ter receio de acessar várias pessoas, conseguir se expressar de forma clara e ligar rapidamente os pontos são características essenciais.
  • Espírito de dono: a pessoa necessita tomar a dor da fraude como sua e buscar ao máximo barrar as vendas fraudulentas.
  • Atitude: inevitavelmente o profissional estará envolvido em situações difíceis. Ter jogo de cintura e atitude para transpor as barreiras que aparecerem é pré-requisito.
  • Mente aberta: o fraudador é o melhor exemplo da “metamorfose ambulante” imortalizada por Raul Seixas. E pelo outro lado, o profissional que combate as fraudes não pode ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Precisa deixar os preconceitos de lado e estar em constante atualização.

 

Experiências profissionais

Diferentemente de algumas características pessoais, as experiências profissionais podem ser adquiridas. A decisão de contratar uma pessoa mais experiente depende do papel que ela desempenhará na equipe e quanto tempo ela terá para se preparar.

  • Conhecimento do negócio: saber como funciona o mercado e seus produtos / serviços ajuda muito a ter uma análise mais rápida e assertiva.
  • Experiência no combate à fraude: conhecer os processos e as etapas do combate à fraude na prática traz clareza e tranquilidade na tomada de decisão.

 

Outros pontos relevantes

Além de escolher profissionais qualificados, outros dois pontos necessários para alcançar o sucesso são:

  • Treinamento e reciclagem: o profissional precisa ter uma série de conhecimentos para poder desempenhar sua função de forma efetiva. Além disso, deve estar sempre atualizado. Seguem alguns itens que devem ser trabalhados.
    • Conhecimento do negócio, da empresa e seus processos, das ferramentas que utilizará no dia-a-dia.
    • Conhecer o submundo das fraudes e técnicas de combate.
  • Metas: o estabelecimento de metas ajuda a equipe a manter o foco no que deve ser feito. Não se esqueça de mesclar objetivos mensuráveis com metas de desenvolvimento profissional.

Este é um assunto muito mais extenso e que rende bastante tempo de conversa… Se você está contratando pessoas ou precisa de mais informações, nos envie um e-mail que teremos o maior prazer em ajudar!

Até a próxima!