Como reduzir fraudes ajuda a aumentar o faturamento?

Como reduzir fraudes ajuda a aumentar o faturamento?

O aumento da receita de um negócio não está ligado somente ao aumento das vendas ou aquisição de novos clientes. Alguns indicativos determinam se a estratégia está rendendo bons frutos, entre eles a redução de custos e perdas referentes à operação.

Infelizmente, existem ações fraudulentas, um mal que pode causar problemas ao empreendimento. A boa notícia é que também há formas de reduzir fraudes.

Segundo a ABCComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), em 2017, o setor de e-commerce brasileiro vai crescer 12% com relação a 2016. Nesse sentido, também aumentam as chances de ocorrência de fraudes nas transações das lojas online. O índice de fraude dificilmente fica em zero, mas é possível reduzir essa porcentagem para níveis mínimos.

Para isso, é necessário tomar medidas que protegem o negócio e o cliente, aumentando a segurança nas compras e o faturamento da empresa. Confira a seguir.

Os prejuízos causados pelas fraudes

Mas por que ocorrem tantas fraudes? A realidade é que está cada vez mais fácil fraudar. Programas que roubam dados para as mais diferentes plataformas e dispositivos, a falta de uma legislação que pune severamente o fraudador e fragilidade dos sistemas são alguns dos motivos que aumentam as ocorrências e lesam o vendedor e o consumidor.

Trata-se de um crime que não representa um alto custo e oferece poucos riscos a quem pratica. A ineficiência da justiça no combate a esse tipo de golpe e as investigações demoradas viabilizam a prática.

Existem diferentes tipos de fraude, que são realizadas principalmente com o cartão de crédito de terceiros. Ocorre que, na maioria delas, a operadora estorna o valor ao titular do cartão e quem fica com o prejuízo é a empresa, comprometendo o faturamento.

A diminuição da confiança do consumidor

Em linhas gerais, a fraude faz muito mal para o negócio, uma vez que retira a confiança do consumidor em adquirir novos produtos e serviços. Imagine que, depois de tentar comprar na sua loja, o cliente descobre que teve seu cartão clonado. A chance de ele comprar novamente como você é baixíssima. Será necessário muito tempo e trabalho para recuperar a confiança perdida.

Além disso, o cliente, ao se deparar com uma boa oferta da sua loja, tende a pensar que se trata de uma fraude, acabando por não aceitar a oferta tentadora, por medo. As fraudes não deixam nem o lojista escoar a produção ou renovar o estoque.

A redução de fraudes ligada ao aumento do faturamento

Para conseguir reduzir as fraudes e aumentar o faturamento, é necessário adotar práticas para a gestão de riscos. Trata-se da adoção de medidas e políticas que equilibram riscos e custos. Inclui planejamento, organização, direcionamento e controle dos recursos pertencentes à companhia.

A partir daí, é possível criar uma publicidade positiva com foco nas práticas de segurança adotadas pelo negócio. Sempre vai haver alguém querendo fraudar, e se você se mostrar forte em relação a esses ataques, o consumidor verá um porto seguro na hora de realizar suas compras e isso pode até fidelizá-lo ao seu negócio.

A verdade é que não há negócios não vulneráveis a esse tipo de golpe, portanto as marcas devem ter em mente que será preciso considerar um percentual aceitável de fraudes (geralmente, não pode passar de 1% sobre o faturamento).

Quando se ultrapassa essa marca, o empreendimento pode receber advertências e até mesmo desfiliação por parte das operadoras de cartão de crédito.

Por isso, é necessário pensar em proteção contra fraudes como um investimento, e não um custo. Na verdade, é um investimento para a captação de novos clientes, apenas mostrando que você tem uma operação capaz de reduzir fraudes.

Gostou do nosso post? Deixe seu comentário com sua dúvida ou conte-nos se já teve alguma experiência com situações de fraude.