Saiba tudo sobre análise de risco!

Saiba tudo sobre análise de risco!

Análise de risco diz respeito ao uso de informações e processos para avaliar se um determinado evento pode ser benéfico ou não, bem como a magnitude de suas consequências. Também há a análise de risco em compras de e-commerce, as quais são especialmente necessárias nas compras que envolvem o cartão de crédito.

Atualmente, o Brasil é o segundo país no ranking de fraudes envolvendo o cartão de crédito. Nem sempre o titular é lesado e, sim, o lojista, uma vez que a prestadora restitui os valores comprados indevidamente com o cartão, mas o vendedor fica sem a mercadoria. É o chamado chargeback, que preocupa, mas pode ser minimizado com a análise de riscos.

Acompanhe o post e saiba quais pontos focar para resguardar seu negócio.

 

A análise de risco em compras no e-commerce

Em linhas gerais, as companhias podem fazer suas próprias análises ou terceirizar. Em ambos os casos é importante conhecer a fundo seu negócio e o comportamento do público consumidor do e-commerce em seu segmento. Dessa forma, é possível identificar quando uma transação sai fora do padrão de compra.

Muitas aquisições seguidas em curtos períodos ou em várias parcelas também são exemplos de alguns indicativos de fraude, que podem ser detectadas quando há um conhecimento mais aprofundado das transações de venda da loja virtual.

Métricas a serem avaliadas na análise de risco

Todo negócio virtual deve adotar políticas e práticas para ajudar a minimizar problemas. Elas devem começar com metas e objetivos relacionados à segurança do e-commerce, passando para medidas de prevenção de fraudes. As métricas têm um papel fundamental nesse planejamento. Acompanhe os principais indicadores:

Taxa de chargeback

Já mencionado, esta situação se refere ao pedido contestado pelo titular do cartão de crédito. Entre os motivos estão o não reconhecimento da compra ou desacordo comercial. O chargeback é calculado dividindo o volume das contestações pela quantidade de vendas concretizadas.

Trata-se de um indicador básico a respeito do desempenho da análise de risco de um negócio. Vale ressaltar que o lojista pode receber advertências das prestadoras de cartão caso o percentual de chargeback ultrapasse 1% do seu faturamento.

Taxa de Rejeição

A Taxa de Rejeição diz respeito ao percentual de pedidos não concretizados por suspeita de fraude. Não devem ser inclusos os pedidos que não tiveram o pagamento autorizado por falta de saldo no cartão, uma vez que não se trata de um problema relacionado à análise. O índice, então, é formado assim: quantas fraudes foram identificadas contra os pedidos aprovados.

Taxa de Revisão Manual

Nos casos em que os pedidos são considerados suspeitos, eles vão para uma revisão, que pode ser feita pessoalmente por um funcionário. Essa análise feita por uma pessoa e não por um sistema é necessária para identificar falsos positivos, mas pode ser demorada, fazendo o pedido ficar na fila por muito tempo.

A taxa de revisão pode ser calculada dividindo o número de pedidos de revisão pelo total de pedidos analisados. Esse percentual precisa ser baixo, uma vez que a loja corre o risco de suspender pedidos legítimos.

Falso Positivo / Falso Negativo

Quando se analisa um pedido, o lojista checa se é uma fraude ou não. O resultado é chamado de falso positivo e falso negativo.

O falso positivo é atribuído a um pedido que o e-commerce marcou como fraude, mas que, na realidade, é verdadeiro. O contrário, quando realmente é identificada a fraude, o pedido é chamado de falso negativo.

Ferramentas para ajudar nas análises

Além de criar uma estrutura própria para realizar análise de risco, cada loja virtual pode contratar uma empresa especializada, aumentando a qualidade em sua performance para esse tipo de tarefa.

Organizações com ferramentas específicas podem cuidar de todas as fases da análise em compras online. Dessa forma, pode-se contar profissionais capacitados, que entendem o negócio, montam um diagnóstico e desenvolvem a solução que mais se ajusta a cada necessidade e caso.

Medidas para evitar fraudes

Como mencionado, é imprescindível adotar um plano de ação e políticas para evitar as fraudes, além da identificação de ações que sinalizam possíveis golpes. Veja algumas medidas interessantes para o seu negócio virtual:

Tenha um processo de validação sólido

Em linhas gerais, é o caminho para a validação sólida da compra e envio do produto. Esse tipo de processo inclui o contato com o titular do cartão, verificação de suas informações, entre outras ações para assegurar a venda.

Estabeleça faixas de valores para a confirmação de dados com as ferramentas informadas ou para realizar o contato direto com o titular. Isso é recomendado porque as análises são custosas e, dependendo do valor, podem onerar ainda mais o pedido, diminuindo a lucratividade.

Crie um perfil de vendas

Informamos no início do post que você precisa conhecer seu negócio e a dinâmica das vendas. Se preciso, cruze os dados com transações anteriores dos clientes para verificar se elas seguem ou destoam do padrão.

Ter um perfil de vendas padrão para seus consumidores vai ajudar a identificar quando uma pessoa de má índole está tentando praticar algumas fraude, uma vez que os padrões são diferentes dos demais clientes que buscam a loja virtual.

Redobre a atenção nas vendas

É indispensável ter atenção redobrada. É interessante conferir os dados do cliente para verificar se o pedido foi feito por terceiros, por exemplo. Se for possível, faça a análise das vendas com calma, principalmente se houver negociações que apresentem alto valor e para aqueles com dados divergentes no cadastro, por exemplo.

Muita coisa passa desapercebida, sobretudo quando há práticas automatizadas de venda e marketing. Daí a importância de ter práticas e protocolos para aumentar a segurança. Os envolvidos nas operações também precisam estar a par das medidas e devem ser estimulados a procurar novas soluções. Isso porque todo dia surgem novas fraudes, sendo fundamental conhecê-las e as medidas para solucioná-las. No mais, boas vendas!

Uma ferramenta de antifraude é essencial para te ajudar a ter essa atenção redobrada e te ajuda a tomar uma decisão baseado em fatos que já existem e que ela consegue analisar.

E então, gostou do que leu e vai colocar nossas sugestões em prática? Compartilhe esse post nas redes sociais para que mais pessoas possam saber como fazer análise de risco!